quinta-feira, outubro 23, 2008

O mundo interior não divide as pessoas entre as estranhas e as de família. Mas entre os viajntes e os aventureiros, os arquitectos do nosso coraçã e os alquimistas.
Os viajantes e os aventureiros são pessoas que nos surpreendem, de passagem. São como pirilampos que nos dão luz e, de seguida, nos desassombram com outra decepção. Os arquitectos do nosso coração rasgam avenidas ou desvendam planaltos. E guiam-nos. Trazm consigo as revoluções tranquilas que acrescentam outros lugares aos pontos cardeais. Os alquimistas desconcertam mais. Abrem persianas na nossa alma, dão-lhe Sol e transformam-nos para sempre. Como se não bastasse,os alquimistas percebem que aquilo que distingue as "boas prendas" dos "presentes" sao os laços. E nunca nos perguntam se estamos tristes ou aflitos. Antes nos dizem: "Chega-te a mim... E deixa-te estar."

2 comentários:

Susy disse...

Eu quero ser uma alquimista para ti...sempre!Chega-te a mim e deixa-te estar...!
ADORO-TE minha linda

Mimi Pinto disse...

Quero poder ser para ti tudo o que precisas!

Adoro.te*